EXCLUSIVO

Pedro Carvalho a caminho do Brasil: "É um desafio profissional muito forte"

Pedro Carvalho

Pedro Carvalho revelou, em exclusivo, à Selfie, tudo sobre o novo projeto, que terá lugar no Brasil. O ator ainda relembrou o melhor da personagem Miguel, em "Ouro Verde".

O que é que podemos saber sobre a nova personagem, em "O Outro Lado do Paraíso"?

"É uma personagem incrível, muito forte e é um português. Estou a ter muito gozo por começar a fazer a pesquisa e todo o trabalho de composição. Estou muito ansioso, principalmente pelo sentido de responsabilidade, que é muito grande. Este é um desafio profissional muito forte, porque é na Globo, é na novela das 21:00 horas e é de um autor muito conceituado, Walcyr Carrasco, que ganhou um Emmy, com as "As Verdades Secretas", uma novela que escreveu. E, depois, porque é um elenco com o qual eu nunca pensei trabalhar, atores que eu admiro muito, como a Fernanda Montenegro, Natália Thymber, Lima Duarte, Ary Fontoura, Grazi Massafera, Glória Pires.... enfim, um conjunto de atores com quem vou trabalhar e com quem quero aprender muito e dar o melhor de mim, obviamente. A personagem é incrível e estou muito feliz com o desafio. Voltar ao Brasil em trabalho, onde tenho tantos amigos e onde me sinto completamente em casa, é fantástico". 

Estar longe da família e dos amigos, vai ser o mais difícil?

"Eu sou muito apegado aos meus, à minha família, aos meus amigos mais chegados, aos «amigos do coração», como eu lhes chamo. É aquela saudade a que eu já estou acostumado e que vamos colmatando com o Whatsapp e com o Skype. Seguir o crescimento das minhas sobrinhas de perto... receber os abraços dos meus pais... os jantares dos meus amigos. Estas pessoas continuam sempre no meu coração e vão estar sempre presentes. A saudade vai ficar para depois, porque eles estão todos a apoiar-me muito, nesta fase da minha vida."

Com quem é que está mais ansioso por contracenar?

"Isso é uma pergunta difícil, porque são tantos atores maravilhosos nesta novela.. Fernanda Montenegro, Natália Thimberg, Lima Duarte, Marieta Severo, Glória Pires, Ary Fontoura, Tiago Fragoso, Grazi Massafera... são nomes muito fortes da dramaturgia brasileira e com os quais eu estou muito ansioso e muito expectante por contracenar, por dividir cena e por dividir conversas triviais, ou seja, conhecer como pessoas e como profissionais, e beber desse aprendizado".

Neste momento, ainda está no ar com a novela portuguesa "Ouro Verde". É um projeto do qual vai ter saudades?

"Ainda estou a gravar a personagem de Tomás Ferreira da Fonseca, que é um pequeno arrogante, um pequeno Miguel, que tem ali uma faceta muito recalcada, a nível de personalidade. E isso está me a dar muito gozo interpretar, porque é uma personagem muito complexa. Quem me conhece sabe que eu gosto destas personagens de composição. É também uma personagem que passa uma mensagem muito forte na questão do bullying, do preconceito, da homofobia, do racismo... no sentido de se achar superior a tudo e a todos, e achar que o dinheiro compra tudo. Está a dar-me muito gozo, até porque ele também tem um sentido de família muito apurado e consegue ser muito romântico com a Catarina, quando ainda não sabe que esta foi David. É uma dualidade muito grande: nenhum mau é só mau e nenhum bom é só bom. Todos eles tem variantes dentro deles, o que me dá muito gozo de interpretar. É uma boa personagem. Mas, se Deus quiser, mais projetos virão".